Buracos

A presença de buracos em uma superfície, normalmente instigam e causam uma certa curiosidade: o que há dentro do buraco? Seria ele uma passagem para algo?

 

Talvez essa aura de mistério tenha sido o que primeiro intrigou a artista ao notar a presença de orifícios em um conjunto de pedras durante uma caminhada por uma trilha à beira mar. Partindo desta motivação inicial, a artista coletou alguns destes objetos encontrados na praia, e realizou os registros apresentados nesta série.

 

Em suas fotografias, Ana buscou exaltar as recorrências e os padrões que foram moldados pela interferência da água na sua superfície. As formas arredondadas em conjunto com os buracos, tão organicamente integrados com suas sombras, trazem, na opinião da artista, algo que acalma o olhar e suscita uma leveza, apesar da solidez das pedras.